Gestão ambiental

Programa de controle de odor está sendo usado como ferramenta de gestão ambiental pela Veracel. Conhecido como Rede de Percepção de Odor (RPO), a iniciativa é formada por 25 voluntários que atuam na percepção do odor do processo de fabricação de celulose. Os voluntários são residentes dos municípios de Itapebi, Itagimirim, Belmonte, Santa Maria Eterna, Eunápolis, Mundo Novo, Projeto Maravilha, Vera Cruz e Barrolândia – eles têm acesso um canal 0800 para comunicar as ocorrências de odor aos gestores da fábrica, qualificando o odor como forte ou fraco. De acordo com o coordenador de Controle Ambiental da Veracel, o engenheiro químico Tarciso Matos, o odor não causa mal à saúde, mas pode ser desagradável para a população do entorno, por isso a empresa estabelece este diálogo ativo com a comunidade.