Condenação

Mais um capítulo no embate entre a J&F, holding controlada pela família Batista, e a Paper Excellence, no Brasil pelo controle da fabricante de papel e celulose Eldorado. Em maio, a Justiça condenou o grupo por litigância de má-fé em ação que a própria J&F move contra Claudio Cotrim, diretor-presidente da Paper Excellence no Brasil. O pedido era para que Cotrim fosse condenado a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 300 mil por conta de declarações feitas em entrevista à Folha de S. Paulo. Ao jornal, o diretor-presidente alegou que a família Batista teria solicitado R$ 6 bilhões a mais do que teria direito em contrato, originalmente assinado em 2017, para fechar a venda da Eldorado à Paper Excellence. O magistrado que analisa o processo não concordou com a acusação e condenou a J&F a pagar R$ 45 mil em despesas processuais e honorários advocatícios, além de multar o grupo, que vai recorrer, em R$ 29,7 mil por litigância de má-fé.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *