Nanonovidade

Imagine um material leve, transparente e com um mercado estimado em US$ 600 bilhões em 2020. É o novo carro chefe do universo dos materiais e da nanotecnologia que tem, por assim dizer, uma origem simples: vem inteiramente da madeira. É a celulose nanocristalina – ou, como preferem alguns, nanocristais de celulose, ou ainda nanocelulose.

Celulose nanocristalina

Com o objetivo de estabelecer produção de celulose CNC (nanocristalina), um projeto desenvolvido pela agência de inovação sueca Vinnova pretende investir US$ 890 mil por meio da incubadora de inovações TinyBTalented e novas aplicações da tecnologia em escala industrial. O projeto terá duração de quatro anos, com previsão para ser finalizado em novembro de 2020.

Os participantes do projeto poderão trabalhar em conjunto ou individualmente em quatro áreas de aplicação de CNC: em materiais planos, em superfícies de madeiras, como um aditivo de resistência em materiais multicamadas, e para a funcionalização de barreiras de gases e fluidos. O projeto conta ainda com um conselho formado por universidades e empresas do setor.

Com a palavra

“É muito empolgante ver que nós e nossos parceiros de projeto recebemos a honra de atuar como uma plataforma de desenvolvimento de uma nova geração de biomateriais”

“Nós temos uma base excelente para o desenvolvimento de celulose nanocristalina. A estrutura da TinyBTalented também torna possível estabelecer métodos de trabalho para o desenvolvimento de aplicações sustentáveis para o futuro”.

Diz Emma Johansson, engenheira da Processum e líder de projeto da TinyBTalented.

Gostou da matéria? Continue lendo assinando a revista Celulose&Papel aqui.

Post anterior

Papel cartão preserva a saúde do consumidor

Próximo post

Novos horizontes

Diego

Diego

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *