Apesar da crise, setor movimenta economia nacional e já planeja próximos passos

O setor florestal é um dos mais ativos da agropecuária brasileira: hoje somos o maior exportador mundial de celulose de eucalipto, também conhecida como celulose de fibra curta. De qualquer forma, direta ou indiretamente, a celulose representa aproximadamente 70% do total das exportações do segmento, que inclui ainda compensados e madeira nobre.

Balanço recente divulgado pela Ibá (Indústria Brasileira de Árvores) aponta que a celulose trouxe ao Brasil uma receita de U$S 4,1 bilhões no período ente janeiro e setembro de 2016, um aumento de mais de 1,5% em relação ao mesmo período de 2015. Já a produção de celulose em si atingiu 13,8 milhões de t (toneladas) no mesmo período 2016,  crescimento de 7,5% em relação ao ano anterior. A produção de papel, porém, manteve-se praticamente estável com uma pequena queda de 0,4%, totalizando 7,7 milhões de t nos nove meses em questão.

As vendas de papel no mercado doméstico também permaneceram estáveis em 4 milhões de t. Mesmo assim, no que se refere à celulose especificamente, vale ressaltar que a receita poderia ter sido ainda maior, tendo em vista que o preço da commoditie caiu em média 14% no mercado internacional – coincidentemente a mesma porcentagem de aumento que o país teve em sua balança de exportações.

Gostou da matéria? Continue lendo assinando a revista Celulose&Papel aqui.

Post anterior

There is no more story.

Próximo post

Evolução conjunta

admin

admin

A Revista CELULOSE & PAPEL se consolidou no mercado brasileiro em busca das necessidades principais de informação. A cada edição abordamos o que há de mais atual em tecnologias, produtos e serviços voltados para o desenvolvimento do setor de celulose e papel.

1 Comentário

  1. Aparecem, ao longo das fibras achatadas, os pontos de reversao ora para um lado ora para o outro, conferindo-lhes a sua qualidade de fiabilidade. E a parte mais externa da fibra e constitui uma camada de protecao, fina e resistente, com funcao de protecao da fibra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *